Luana Piovani e Isabell Fillardis posam a favor da descriminalização das drogas

Quando disse que havia parado de fumar maconha por causa da gravidez, Luana Piovani não estava só dando uma declaração bombástica. Ao assumir publicamente que fazia uso de maconha, a atriz propôs ainda um debate sobre o uso ou não da substância, e, sem demagogia, acaba de se engajar na campanha “Lei de Drogas: É Preciso Mudar”.
A campanha é da ONG Viva Rio, e vai recolher 1 milhão de assinaturas para apoiar o Projeto de Lei que será apresentado ao Congresso Nacional com o objetivo de tornar a legislação sobre drogas no país mais justa e eficaz.
A principal proposta é diferenciar o traficante do usuário e criar uma legislação que possa atendê-los. O projeto quer ainda deslocar a questão das drogas da área da Segurança Pública para a Saúde e a Assistência Social e descriminalizar o consumo de drogas.
Além de Luana, que posou para a campanha, participam ainda os atores Luis Melo, Isabel Fillardis e a estilista Regina Sampaio. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também apoia a causa.