Larissa Manoela comemora nove meses de namoro com Matheus Chequer

Aos 13 anos, Larissa Manoela virou alvo de polêmica ao assumir o namoro com Matheus Chequer, quatro anos mais velho que ela. Sem se importar com as críticas, a teen vive sua vida normalmente e hoje já comemora nove meses de namoro com o ator.

“Amor, hoje completamos 9 meses de namoro!!! Nove meses que me sinto a menina mais feliz e mais amada!! Obrigada por ser assim tão especial e mostrar que ao seu lado eu vou ser sempre assim. Que esses 9 meses sejam inesquecíveis, pois afinal cada momento ao seu lado não tem como não ser!!! Te amo muito! Feliz 9 meses!”, escreveu Larissa.

Ele, que interpreta o Juca na novela “Chiquititas”, retribuiu. “Amor estamos completando 9 meses de namoro e hoje eu não podia estar mais feliz… Estou indo fazer o que amo e depois ficar com quem amo !!! Você sabe o quanto você é importante na minha vida bebe, te amo muuuito meu amor !! FELIZ 9 MESES”, publicou antes de ir para a gravação da trama do SBT.

Antes mesmo de estrear, “Boogie Oogie” é confirmada no exterior

A nova novela das seis, “Boogie Oogie”, nem estreou e já foi comprada para ser exibida no exterior. A trama, que é protagonizada por Ísis Valverde e Marco Pigossi, acabou de ser vendida para Portugal, com exibição confirmada em um dos maiores canais do país, o SIC.

Um dos fatores que pesaram para a aquisição da novela é que ela foi escrita por Rui Vilhena, autor de novelas de sucesso no país, como “Ninguém Como Tu” (2006) e “Olhos nos Olhos” (2008). A história começa com uma troca de bebês em uma maternidade, ponto inicial do folhetim.

Essas crianças são Sandra (Ísis Valverde) e Vitória (Bianca Bin), que se reencontram quando adultas e se tornam grandes inimigas. O noivo de Sandra morre acidentado no dia do casamento e ela acaba se apaixonando por Rafael (Marco Pigossi), que é noivo de Vitória.

Na SIC, ainda não há previsão de quando começa, mas na Globo, a estreia está marcada para o dia 4 de agosto.

Curiosidade! Primeiro capítulo de Império teria custado cerca de R$ 3.000.000,00

Com um capítulo de estreia de 1h25 que pode ter custado mais de R$ 3 milhões, a Globo exibiu na segunda (21) “Império”, de Aguinaldo Silva. A novela tem a difícil missão de estancar a sangria de audiência que acomete toda a dramaturgia da casa nos últimos dez anos.

Apesar da imponência das imagens e das atuações muito acima da média, inclusive da Globo, o ibope prévio ficou em cerca de 32 pontos, o mesmo da estreia de “Em Família”. Cada ponto corresponde a 65 mil domicílios na Grande São Paulo.

“Império” conta a saga de um jovem sem-teto, Zé Alfredo (Chay Suede), que vai para o Rio tentar a sorte e acaba morando com o irmão (Thiago Martins). Zé Alfredo não só fica com um quarto em sua casa, como também abocanha a cunhada, Eliane (Vanessa Giácomo).

Em três meses, o casal decide fugir, mas Eliane descobre que está grávida e não sabe de quem é a cria. Sua irmã Cora (Marjorie Estiano) descobre o plano e impede Eliane de escapar.
Com a habilidade de sempre, o autor faz as reviravoltas parecerem coisas comezinhas, que se veem todo dia.

O misterioso personagem Sebastião (Reginaldo Faria) flagra o jovem herói chorando e decide, sabe-se lá por que, contratá-lo como segurança. Sebastião, traficante de diamantes, é assassinado logo no primeiro capítulo, deixando seu império nas mãos de Zé Alfredo, que retribui matando o assassino.Fica rico da noite para o dia.

A mistura de tragédia grega e dramalhão foi ampliada por longas tomadas aéreas de penhascos, platôs e cachoeiras, com uma trilha sonora copiosa nos melhores (ou piores) modelos de Hollywood.

O elenco teve uma atuação espetacular, a começar pelo jovem Chay Suede. Sua performance impressiona. O jovem talento foi descoberto pela Record, em “Ídolos”.
Esse, sim, é um diamante que já foi para a Globo lapidado. É um nome que vai durar na dramaturgia nacional.

Houve outros momentos suntuosos. Em menos de 15 minutos de participação, Reginaldo Faria se faz engraçado, antipático e depois amado pelo telespectador. É uma pena que já tenha partido desta para a melhor.

Outro destaque do primeiro capítulo foi a incrível evolução de Marjorie Estiano como atriz. Sua cena de embate com Suede na rodoviária do Rio já pode ser incluída entre os melhores momentos da dramaturgia brasileira.

A novela também abriu um núcleo importante na Suíça: no final do capítulo, surge, espetaculosa feito viúva Porcina, Regina Duarte, aparente magnata e contrabandista de pedras preciosas que promete deixar Zé Alfredo muito, muito rico (faltou só a risada malévola ao fundo).

Diferente de “Em Família”, “Império” termina com gosto de quero saber mais.
Com um elenco desse porte, tão afinado, e um autor tão criativo e sem medo de ser dramático (e feliz), é provável que “Império” cresça em audiência. A relativa baixa audiência inicial, para os padrões da Globo, pode ser efeito da enfadonha antecessora.

Prévia ‘A Feia Mais Bela’ alcança o 2º lugar isolado; 22/07

:globo: 15.5
:sbt: 4.7 (6.4 de pico)
:record: 4.3
:band: 2.9